Aberta consulta pública ao diagnóstico do Plano Municipal de Saneamento Básico

Uberlândia da mais um passo importante para continuar sendo uma referência em saneamento básico no país e abre, a partir de hoje e pelos próximos 15 dias, a consulta pública ao diagnóstico de revisão do Plano de Saneamento Básico do Município. Instituído pela Lei nº 11291/2012, durante a administração do prefeito Odelmo Leão, a cidade foi pioneira (a primeira de Minas Gerais) na implantação do plano não se restringiu às áreas de abastecimento de água e esgoto sanitário. Mas, por determinação do prefeito, também foram incluídos limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, além de drenagem e manejo de águas pluviais urbanas.

Agora, a prefeitura, por meio do Comitê Técnico de Regulação dos Serviços Municipais de Saneamento Básico (Cresan) e a Comissão Executiva, responsáveis, respectivamente, pela coordenação e pela elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) em cumprimento à lei federal 11.445/07, fazem a revisão do Plano. Qualquer cidadão interessado pode conhecer o projeto por meio do portal da prefeitura e realizar sugestões pelo email diagnosticosaneamento@uberlandia.mg.gov.br. Todos os comentários serão avaliados pelo Cresan.

Resultados

O saneamento é tratado como prioridade e a implantação do Plano e agora a revisão, são resultados de uma administração responsável e comprometida, que se baseia em planejamento para identificar e atender as demandas ao longo dos anos. Graças a estas ações Uberlândia está entre as 10 maiores cidades do país e a primeira de Minas Gerais em saneamento básico conforme dados do Instituto Trata Brasil.

Outro ponto que vale destacar é que Uberlândia é a única cidade de Minas Gerais a figurar no rol de municípios brasileiros de grande porte (mais de 100 mil habitantes) que alcançaram as melhores pontuações da edição 2018 do ranking Universalização do Saneamento Básico da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária Ambiental (Abes). O levantamento divulgado em junho deste ano (2018) revela que a segunda maior cidade do estado integra a categoria Rumo à Universalização, destinada àquelas que atingiram mais de 489 pontos dentro dos índices de saneamento verificados.

Abastecimento

Os esforços no saneamento permitem que 100% dos imóveis regulares são abastecidos com água e 98% contam com coleta e tratamento de esgoto. Os 2% restante se refere às chácaras. Vale ressaltar que o investimento em saneamento básico além de garantir condições dignas de moradia é também uma importante medida de saúde pública.

Conheça o diagnóstico e dê a sua sugestão, clicando aqui!

Os comentários e as sugestões referentes a este diagnóstico deverão ser encaminhados para o endereço eletrônico diagnosticosaneamento@uberlandia.mg.gov.br, contendo a identificação completa do autor (nome, endereço, e-mail e telefone).

Informações e foto da Secom – Prefeitura Uberlândia.