ACIUB – Associação Comercial e Industrial de Uberlândia

aciub-antiga-foto

A Associação Comercial e Industrial de Uberlândia nasceu em 1933, época em que o contexto histórico não era nada favorável. O mundo sentia o abalo advindo da crise de 1929 e Getúlio Vargas tentava implantar projetos de modernização econômica para driblar as dificuldades. Ainda em seus primeiros passos e projetos, a Aciub já deixava clara sua missão. Alimentando o sonho do desenvolvimento de nossa terra, mostrou que não existem empecilhos quando uma sociedade forte se une pelo progresso.

Em seus primeiros anos de existência, quando as estradas já não ofereciam transporte adequado à época, com pouca manutenção, com pedágios que a classe de motoristas achava injustos, a Aciub agiu como intermediária entre os interesses dos caminhoneiros e empresas rodoviárias, conseguindo adequações de preços que permitiram a harmonia entre as partes.

A Aciub participou também ativamente de reivindicações à Mogiana com relação a construção de armazéns, instalações de balança, morosidade nos carregamentos, insegurança nas passagens de nível, cobrança antecipada de fretes. E trabalhou ao lado da Mogiana quando ela necessitou do apoio do governo para melhorar seu tráfego, como na facilitação para aquisição de máquinas a diesel, liberação de trânsito de trens de passageiros e de cargas de Campinas até Brasília. Um dos fatos mais importantes que tiveram a participação ativa da Aciub foi a mudança da estação e pátio para os altos da cidade, desbloqueando as avenidas centrais.

A Aciub teve participação muito ativa na instalação da malha rodoviária na região. Todas as BRs que passam por Uberlândia ou redondezas receberam uma entusiasmada participação da associação, incluindo reuniões com Ministros e Presidentes da República. Desde o primeiro asfaltamento, entre Uberlândia e o Trevo de Monte Alegre, na década de 1950, até os dias atuais, ela se faz presente na reivindicação de uma malha sempre eficiente.

A industrialização da cidade também teve atenção, dedicação e o trabalho da Aciub. Quando se criaram as primeiras Cidades Industriais de Minas Gerais, pelo governo mineiro, Uberlândia não foi privilegiada. A associação lutou para que aqui também se instalasse uma Cidade Industrial e contribuiu para que ela fosse uma das que mais se desenvolveram no Estado.

Outra luta dura, difícil e demorada foi em prol da melhoria da energia elétrica que, a princípio, não conseguia atender a necessidade do município. A Aciub fez pressões para a melhoria dos serviços e se empenhou para a construção de usinas elétricas na região. Mais uma questão trabalhada foi a da água. A ideia da construção da estação de captação em Sucupira iniciou-se na Aciub.

A Aciub ainda atuou ativamente na defesa dos interesses dos operários segurados perante os Institutos de Aposentadoria e Pensões da época. Exigia constantemente assistência médica e instalação de representação dos Institutos na cidade. Trabalhou pela melhoria do atendimento ao público pelos Postos de Saúde, pela instalação de um quartel militar do Exército no município e pela instalação de Serviços Sociais, principalmente na área da preparação de mão de obra, como colégios profissionalizantes.

Desde 1969, realiza a FENIUB, lançada como feira multi-setorial e que se transformouem Ponto de Encontrode Negócios no Brasil Central, com a participação de importantes palestrantes para oferecer conhecimentos atualizados a todos os associados.

A Aciub também apoia projetos culturais, tendo patrocinado por quase uma década o Concurso Literário Nacional promovido pela Academia Uberlandense de Letras e Artes de Uberlândia, só parando porque a Academia deixou de promovê-lo. Hoje, apoia a Ciência Viva, Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, que visa mobilizar a população, em especial crianças e jovens, em torno dos temas e atividades de ciência e tecnologia, valorizando a criatividade, a atitude científica e a inovação.

A grande maioria dos projetos da Aciub sempre foi de interesse social e, por isso, conta com a participação de outras entidades, autoridades políticas e administrativas. A Aciub é uma associação forte e influente que defende o interesse dos associados. Reúne empreendedores que têm o compromisso de promover o desenvolvimento da classe empresarial, liderando iniciativas com responsabilidade social, em benefício de toda a comunidade. Tem por meta promover o associativismo e possibilitar o acesso à informação de maneira mais ágil, além de provocar e incentivar os empresários a desenvolverem seus negócios dentro do conceito.